Notícias  
 
 
O alumínio é a novidade na fabricação de móveis

Com acabamento sofisticado ou rústico, o alumínio é um dos principais materiais na fabricação de móveis
 
Se a resistência às intempéries pode ser considerada a grande vantagem oferecida pelo alumínio às linhas de campo e piscina, a moldabilidade ganhou os interiores, e é utilizada com muita maestria para os móveis de design moderno. Assim, itens fabricados inicialmente para áreas externas acabam por sua beleza sendo utilizados em salas, cozinhas e outros ambientes das casas. A arquiteta e supervisora de produtos da Saccaro, Luciane Di Carli, afirma que é muito comum esse tipo de ocorrência. "A resistência e a capacidade de ser curvado e dobrado tornam o material perfeito para inúmeras criações", ressalta. Instalada em Caxias do Sul (RS), a Saccaro faz dois tipos de combinações: alumínio com madeira e com fibra sintética trançada. São cerca de cinco tipos de acabamento para cada linha de produtos. Suas criações são exportadas para 25 países nos cinco continentes e se destacam pelo design requintado, mas ao mesmo tempo, moderno.

Com móveis destinados aos mais variados tipos de consumidores, a marca Trem de Minas utiliza somente alumínio nas estruturas de suas criações. As linhas mais populares contam com o metal fundido. "Nossos conjuntos são indicados para jardins, beira de piscinas, sacadas de apartamento, casas de campo e de veraneio", explica o diretor comercial, Márcio de Moura. Com material reciclado e virgem, as peças são adquiridas em sua grande maioria por consumidores que já conseguiram atingir certa estabilidade financeira.

"O custo-benefício é muito maior em relação aos materiais concorrentes", garante. "Eles não aguentam por muito tempo a exposição ao sol e à chuva." Com base em sua experiência, Moura acredita que os produtos de alumínio duram cinco vezes mais. Esse conhecimento foi garantido pela restauração de móveis, serviço também prestado pela empresa. A reforma se concentra na pintura da estrutura de alumínio e na troca dos fios de fibra sintética. "Um dos grandes apelos de venda é a possibilidade de recuperar o móvel", ressalta. Segundo ele, outros tipos de materiais não permitem o processo com tanta facilidade, pois oxidam por dentro.

Fonte: Revista Alumínio
 

 

 


 

 

 

TECNOQUIM Comério de Produtos Químicos Ltda.